GRÊMIO É OITO OU OITENTA

Renato Portallupi desafiava os astros escalando um time com três volantes, três atacantes e sem ninguém no meio-de-campo. O mais inacreditável é que vencia. Contra o Criciúma, Renato que prega o futebol defensivo, de intensa marcação e ocupação de espaços, entrou com três no meio-de-campo. Leves, lépidos e faceiros, sendo que com dois (Zé Roberto e Elano) em idade avançada. Deu chance demais para o azar. O Grêmio perdeu uma oportunidade incrível de dar emoção ao campeonato a partir da derrota do Cruzeiro para o São Paulo.

A SITUAÇÃO DE CLEMER
Escrevo a coluna antes do jogo contra o Flamengo, mas pouco importa o resultado sobre o que penso de que forma o Inter deveria encaminhar o processo da escolha do novo treinador. Clemer é tratado de uma forma bastante depreciativa, mesmo tendo o apoio explícito dos jogadores. Ainda bem que ele é um grande profissional. Se dará certo ou não é outro problema. O Inter segue pensando em Abel Braga, que está rico (nada contra), mora maravilhosamente bem no Leblon e não sei se gostaria de sair do Rio de Janeiro.

BOM SENSO FC
Repico a coluna de Juca Kfouri. “Na Alemanha o Bom Senso FC já está em campo faz tempo. Na temporada 2012/2013, o Bayern de Munique disputou a Liga dos Campeões, a Copa da Alemanha, o campeonato alemão e a Supercopa da Alemanha e jogou 54 partidas. Quando foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes, o Corinthians jogou 76 vezes. Enquanto os grandes clubes brasileiros estão mergulhados em dívidas, dos 18 clubes da primeira divisão do futebol alemão, 14 têm superávit no orçamento. Enquanto o Bom Senso FC não entra em campo, a Seleção Brasileira entra em campo na China. Para jogar contra a Zâmbia”.

BRASILEIRO NA SELEÇÃO ESPANHOLA
Diego Costa, centroavante brasileiro do Atlético de Madrid: “Ainda que tenha nascido no Brasil, a Espanha me deu tudo. A decisão está tomada”. Há seis anos na Espanha, Diego preenche todos os requisitos exigidos pela FIFA para jogar pela seleção espanhola: atua há mais de cinco anos consecutivos no país, possui nacionalidade espanhola e nunca jogou partidas oficiais pelo Brasil em qualquer categoria. Atuou alguns minutos na Seleção Brasileira num amistoso contra a Rússia. A CBF quer “transformar” este amistoso em oficial para evitar que Diego Costa atue pela Espanha.

POR FALAR NISSO…
O volante brasileiro Marcos Senna jogou no Corinthians, Juventude e São Caetano antes de se transferir para o Villareal da Espanha onde atuou de 2002 a 2013. Cumpriu todos os requisitos do Estatuto da FIFA citados no item anterior e foi campeão da Eurocopa em 2008 pela Espanha. Ficou de fora da Copa do Mundo da África do Sul por lesão. Deco e Liedson jogaram Copa do Mundo por Portugal. A CBF não reclamou. Só se preocuparam agora com Diego Costa, depois que o jogador virou goleador? Está faltando atacante no Brasil?

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.