Começa nomeação de aprovados no concurso da Câmara Municipal

O presidente da Câmara Municipal, Dagberto Reis, deverá assinar, ainda nesta semana, as primeiras nomeações de aprovados no concurso público 01/13. O concurso foi realizado no fim de maio, com a participação de mais de mil candidatos inscritos, disputando vagas de procurador jurídico, contador, assistente legislativo, auxiliar legislativo, telefonista e motorista. A partir do ato de nomeação, os futuros servidores têm prazo de 30 dias para providenciar toda a documentação e exames de saúde necessários para a posse nos cargos para os quais foram selecionados.

Os aprovados no concurso, organizado e realizado pela Fundatec, já tiveram seus nomes confirmados no site da fundação. Na semana passada, concluindo o processo, o diretor geral da Câmara de Vereadores, Jobahyr Alves Vares, visitou a sede do Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos-IGAM, em Porto Alegre, onde confirmou os passos necessários a serem dados no estágio conclusivo do processo de seleção, incluindo modelos de regulações relacionadas com o concurso e com a legalidade do estágio probatório dos nomeados.

Segundo o presidente Dagberto Reis, esse é um dos aspectos mais importantes no momento, em razão de que o Regimento Interno do Legislativo não está atualizado quanto a esse tipo de relação funcional. “Há 16 anos, a Câmara não realizava um concurso público. Estamos tendo todos os cuidados para garantir o cumprimento dos ritos legais e para dar tranquilidade, tanto para a gestão do Legislativo, quanto para os servidores a serem empossados”, justificou o vereador, reforçando que a realização do concurso para o preenchimento das vagas foi sua principal preocupação desde que assumiu a Presidência da Casa.

Através da parceria com a Fundatec, a Câmara de Vereadores de Livramento conseguiu realizar o concurso para seleção de servidores praticamente sem ter custo nenhum. A Fundatec, que é uma das mais renomadas empresas da área de concursos no País, ressarciu os custos do certame através da taxa de matrícula pagas pelos candidatos inscritos. “Através desse concurso público, totalmente isento, transparente, estamos recuperando a estrutura funcional do Legislativo, já que nos últimos anos os servidores vinham enfrentando dificuldades como o acúmulo de funções, e também encaminhamos assim a correção em alguns cargos que vinham sendo ocupados por CCs e agora passarão a contar com servidores concursados. Assumimos um compromisso com isso e, felizmente, chegamos a um momento de poder dizer que cumprimos com esse compromisso”, concluiu Dagberto Reis.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.