Proponente avalia como sucesso a realização da audiência pública sobre transporte coletivo

Tucano Maurício Galo Del Fabro ressalta que é preciso avançar ainda mais no que se refere à solução para os problemas enfrentados pela população santanense

Rubim, Danúbio Barcellos, Galo Del Fabro e Alencastro Feippe

Providências urgentes, planejamento efetivo, controle e atendimento das reivindicações da cidadania. Essas foram algumas das conclusões tiradas da audiência pública realizada pela Câmara de Vereadores, por intermédio da Comissão de Infraestrutura, na noite de quinta-feira.

Proposta pelo presidente da comissão, Maurício Galo Del Fabro (PSDB), a reunião aproximou os legisladores presentes e autoridades, da realidade que as pessoas, em seu cotidiano registram, em termos de mobilidade, uso de ônibus, paradas, entre outros.

Danúbio Barcellos, Galo Del Fabro e Dagberto Reis

“Foram assuntos de extrema relevância para a comunidade santanense, tendo como pano de fundo o transporte coletivo urbano, a mobilidade e a acessibilidade, todos focos de um mesmo elemento central” – analisou o proponente.

A Comissão Legislativa de Infraestrutura, composta pelos vereadores Danúbio Barcellos (PP), Hélio Bênia (PSB), Jason Flores (PMDB), e presidida por Del Fabro vai encaminhar os resultados compilados em um relatório, ao prefeito Glauber Lima, solicitando providências com a maior brevidade possível.

”A Comissão teve a missão de trazer à tona todos os problemas que o cidadão santanense sofre durante a sua rotina diária em nossa cidade, por isso, tivemos que fiscalizar com ações simples, assim como trafegar pelas linhas de ônibus, para saber a verdadeira realidade de condições da frota do transporte coletivo urbano; fiscalizar nossas paradas; nossos pontos; sinalizações, atendimentos por parte dos funcionários” – sintetizou Galo Del Fabro.

Os integrantes da comissão consideram que a audiência foi exitosa, especialmente pelo comparecimento do público e das representações da Prefeitura Municipal, com o secretário Alencastro Feippe Martins, titular do Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, bem como empresários que exploram as concessões públicas de transporte coletivo nas várias linhas, assim como representações institucionais da comunidade. 

Manifestações 

Panorama parcial da audiência com o público e o plenário

O presidente da Câmara, Dagberto Reis, fez a abertura do evento, passando o comando ao proponente. Foram desenvolvidas palestras do vereador Carlos Nilo Coelho Pintos (PP), sobre o tema acessibilidade, bem como esclarecimento sobre as condições mínimas necessárias para que o município seja mais acessível, em termos de transporte para o cidadão.

Após, houve a apresentação por parte do engenheiro civil da Prefeitura Municipal, Miguel Pereira, que, com todo o seu conhecimento técnico, discorreu sobre o assunto das condições de nossas vias urbanas e rurais, abordando os valores cobrados a título de passagens, bem como o futuro processo licitatório para que as empresas detenham a concessão. Deixou clara a necessidade de criar um grupo técnico para fazer o estudo e levantamento claro sobre as possíveis mudanças futuras.

“Em seguida, ouvimos a comunidade, como o presidente da Associação dos Deficientes Visuais, Antônio Augusto Pereira, entre outros cidadãos, até porque são eles que vivem todos os dias os mesmos problemas no transporte coletivo urbano, como a falta de acessibilidade e o problema de mobilidade urbana” – resumiu Galo Del Fabro

O presidente do Sindicato de Transporte Urbano, Gilson Vaucher disse, em sua manifestação, que “nunca foi constatado nenhum problema nos ônibus de linha, quando vistoriados pelo poder Executivo Municipal”, e agradeceu pelo convite realizado para debater. Disse também que não lembrava quando aconteceu algum encontro referente a este assunto importante. 

Vagas para estacionar 

No fim do encontro, ficou clara a necessidade da implementação do estacionamento rotativo, para diminuir a falta de vagas para estacionamento e terminar com os engarrafamentos em pleno centro da cidade. Por isso, a urgência de implementar, e destinar os valores arrecadados em melhorias das ruas e estradas, bem como sinalizações, marcações e pinturas de solo.

“Está mais claro ainda, o transporte coletivo municipal tem sérios problemas e há riscos iminentes com a segurança dos usuários, quando temos

ônibus circulando com extintor de incêndio vencido, assentos muitas vezes amarrados por arames, goteiras em alguns veículos, enfim os problemas existem há muito tempo. E precisam ser solucionados. A exigência é pela qualidade” – sintetizou o proponente da audiência.

Foi lavrada uma ata com as sugestões, e os integrantes da Comissão de Infraestrutura – em data a ser agendada por Galo Del Fabro – farão a entrega do relatório ao prefeito Glauber Lima, pedindo providências urgentes.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.