Foragido da Penitenciária é capturado durante policiamento da Patamo

A Patrulha Tático Móvel localizou Alex Fabiano Dias Feijó, no bairro Registro

Alex Fabiano Dias Feijó foi encaminhado para a DPPA

Um dos indivíduos mais procurados pela Polícia de Sant’Ana do Livramento, no momento, acabou sendo preso durante a noite de segunda-feira (11), pela guarnição da Patrulha Tático Móvel-Patamo, da Brigada Militar. Alex Fabiano Dias Feijó, de 33 anos, estava na rua Irmão Lino de Azevedo, a poucos metros da fronteira com Rivera.

Conforme informações policiais, a prisão ocorreu por volta das 21h57, quando o policiamento realizava o patrulhamento naquela área.

O capturado foi encaminhado, primeiramente, para o atendimento médico e, logo em seguida, para a Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA). Alex Fabiano Dias Feijó encontrava-se em situação de foragido desde a data de 12/10/2012, quando, juntamente com outros dois detentos, pulou os muros da Penitenciária Estadual de Livramento. 

Latrocínio

Feijó é o mesmo indivíduo que foi preso, acusado do latrocínio de uma senhora na Vila Santa Catarina. Segundo as autoridades, ele teria sido o mentor do crime, que contou com a participação de outros quatro indivíduos. As investigações apontaram que Feijó estava em uma festa, em uma casa ao lado da residência da aposentada, quando resolveu atacar a mulher para roubar dinheiro, que abasteceu os participantes da festa. Na época dos fatos, em novembro de 2010, a vítima apresentava indícios de tortura e morreu por estrangulamento. Os criminosos amarraram a aposentada com fios de luz da própria residência, antes de levarem o dinheiro e pertences do imóvel. Familiares suspeitaram que algo estranho havia acontecido, pois as portas e janelas da casa permaneciam fechadas. 

Assalto

No dia 3 de janeiro de 2005, por volta da meia-noite, em armazém localizado na rua Daniel Perlungieri, Feijó e outro indivíduo assaltaram, mediante violência e grave ameaça, com o uso de dois revólveres (não apreendidos), a importância em dinheiro de R$ 300,00. Na oportunidade, no momento em que tal vítima abriu a porta para entregar a mercadoria, o grupo teria forçado a entrada no local e anunciado o assalto, obrigando as vítimas a ficarem no quarto do casal. Os denunciados não só apontaram as armas de fogo que portavam contra às vítimas, como as agrediram com as mãos e desferindo golpes com os próprios revólveres, inclusive atingindo-os com coronhada na nuca.

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.