Presidente da CMT e secretário dizem que Município irá certificar a pista de rodeios da Chácara da Prefeitura

O presidente da Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo, Sergio Munhoz

O presidente da Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo, entidade que, juntamente com a Prefeitura, é a responsável pela organização da Campereada Municipal, deverá, em conjunto com a Secretaria de Agricultura, buscar o chamado Certificado de Adequação Técnica, da cancha de rodeios da Chácara da Prefeitura. O local, que abriga o maior evento do tradicionalismo da Fronteira, deverá, segundo Sergio Munhoz, passar por nova inspeção e cumprir todas as exigências necessárias. “Essa é uma lei e, como tal, vamos nos adaptar para o seu cumprimento, sem problemas. Em 2009, já havíamos pedido a vistoria a outro coordenador da 18ª Região Tradicionalista. A nossa pista de rodeio é considerada uma das melhores do Estado. É uma das poucas que tem dois corredores, o que afasta o público e dá ainda mais segurança. Agora, as adequações que se fizerem necessárias, nós vamos fazer”, disse Sergio Munhoz.

O presidente da Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo confirmou, para a próxima quarta-feira (20), uma reunião com representantes das entidades para tratar deste e de outros assuntos, como seguro, prevenção de incêndios, além de outros temas. Segundo o secretário de Agricultura do município, Carlinhos Fernandes, uma reunião com os secretários de Turismo e de Cultura também já foi agendada para segunda-feira, para tratar do tema. “Segunda-feira vou fazer uma reunião para tratar da organização. Vamos solicitar o registro da nossa cancha, porque acreditamos que a nossa pista é uma das melhores do Rio Grande do Sul. Se existe essa questão junto ao M.T.G. – Movimento Tradicionalista Gaúcho, nós vamos acertar, apesar do evento ser municipal e o local pertencer também ao município. Creio que a Chácara da Prefeitura pode, sim, se tornar um grande centro de eventos e o Prefeito já nos solicitou projeto nesse sentido. Hoje, temos um problema sério de falta de segurança no local e tudo o que se constrói para a Campereada, as pessoas depois vão lá e furtam. A cada evento, temos que construir tudo de novo”, frisou.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.