Novos soldados da Brigada Militar participam de Novos soldados da Brigada Militar participam de

Policiais testam resistência nas águas do Batuva, antes de combater a criminalidade

Pressão, preparação cobrança e busca pelo equilíbrio mental, foram as marcas do treinamento externo dos alunos do curso de soldado da Brigada Militar

Formada em Educação Física, Liana se juntará à irmã na carreira de policial militar

Zelar pela segurança das famílias do Rio Grande do Sul, sua integridade física e também pelo seu patrimônio. Essa parece ser uma difícil missão de encarar, e poucos homens e mulheres se atrevem a abrir mão de outras atividades, algumas vezes com menor carga horária e maior rentabilidade financeira, para ingressar na carreira de policial militar.

Sant’Ana do Livramento, sede do 2° RPMon, instituição que está prestes a completar o seu centenário de atividades, está sediando o curso de formação de soldados, que dentro de poucos meses estarão nas ruas da cidade, e de outros pontos do Estado, atuando no policiamento ostensivo e no combate à criminalidade. Antes, porém, da saída para as ruas e de se depararem com as diversas faces da realidade, os soldados passam por um treinamento pesado e que exige concentração, força, determinação e a certeza de que a escolha da profissão foi correta. 

Treinamento

Desde as 3h de ontem, até às 18h, divididos em quatro grupos, cerca de 33 alunos participaram do chamado circuito externo de atividades físicas que, segundo o  Tenente Garcia, do POE – Pelotão de Operações Especiais da Brigada da Militar, reproduz uma série de situações que podem ser enfrentadas pelos policiais nas suas atividades cotidianas. “Estamos concluindo o segundo ciclo de formação dos alunos e, dentro da previsão, existe este tipo de atividade, que os prepara para atuarem na intempérie, na água e em situações extremas. Eles recebem orientações diversas sobre abordagens em locais fechados, entre outras. Essa atividade externa serve para complementar a formação destes alunos. Além das ações realizadas hoje, outras também acontecerão até o mês de abril, quando então será concluído o curso de soldado da Brigada Militar. Aqui em Sant’Ana do Livramento, temos 33 alunos, entre homens e mulheres, e todos passam pelo mesmo tipo de formação. Temos seis santanenses e outros de cidades próximas que optaram por fazer o Curso Básico de Formação do Policial Militar aqui na nossa cidade. É nesse estágio que se inicia a carreira de policial dentro da Brigada Militar, e eles daqui saem prontos para a atividade de policiamento”, afirmou o Tenente Garcia, responsável pela formação dos alunos em Livramento.

Questionado sobre a possibilidade de parte do contingente permanecer na cidade após o término do curso, o Tenente Garcia disse que esta é uma possibilidade que existe. “A previsão é que a grande maioria permaneça em Livramento ou na área do Comando Regional, cuja sede é aqui. O curso ocorre a cada dois ou três anos, seguindo um cronograma de necessidades da Brigada Militar”, finalizou o Tenente.

Lucas de Souza Rodrigues diz que a maior dificuldade tem sido a distância da família, mas a conquista do sonho compensa o sacrifício

Os novos brigadianos

Lucas de Souza Rodrigues, natural de São Francisco de Assis, diz que a sua grande dificuldade tem sido ficar longe da família, mas tudo está dentro do esperado. “Sinto-me bem com a escolha que fiz para a minha vida. Tem que ter um espírito muito bem formado para sair às ruas para defender a vida das pessoas. Estamos nos preparando para isso”, relatou o aluno, que acabara de percorrer a nado pelo menos 200 metros de um lado a outro no lago Batuva. Liana Uraque Perazolo, 26 anos, natural da cidade de Santiago, disse que está encontrando muita dificuldade, porque este não era seu ritmo de vida. “Apesar de tudo, estou me adaptando, e este tipo de atividade extra-rotina me motiva bastante. Nestes quatro meses de Brigada Militar, a minha maior dificuldade tem sido a rotina cansativa”, disse a jovem, formada em Educação Física, e que encara a mudança como uma escolha de vida. “Minha irmã é policial militar e agora sou mais uma na família”, finalizou ela.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.