Um Mate com Cristo reúne jovens na praça General Osório

Encontro faz parte de ações do Curso de Liderança Juvenil da paróquia de Santana

“Alegria deve ser um sentimento cotidiano; compartilhar ela com os amigos também! Vem matear entre amigos, e com melhor amigo de todos nós: Jesus Cristo. Te gruda na cuia, esquenta a água, coloca o evangelho no bolso, o sorriso no rosto e vem! E se tu tem violão, lança a viola no saco, junta tuas palhetas e vamo lá!” Com esse espírito no final de semana jovens da paróquia Santana participaram de mais uma ação do Curso de Liderança Juvenil (CLJ) . O evento intitulado Um Mate com Cristo já acontece em diversos municípios do Estado e reuniu dezenas de jovens de Livramento na praça General Osório. Segundo os jovens “Tomar um mate com Cristo é partilhar com nossos amigos o que temos de bom – conversas, músicas, chimarrão, alegria – da mesma forma que Jesus, o nosso melhor amigo, partilha conosco o que ele tem de melhor: o Seu próprio corpo, a cada Santa Missa”- falaram os jovens enquanto rezavam no pérgola da praça. No caminho contrário de conceitos da pós-modernidade, os jovens estão cada vez mais envolvidos em uma religião. Eles buscam, a todo o momento, uma espiritualidade capaz de dar o necessário para viver em uma sociedade desequilibrada. Em Sant’Ana do Livramento existem cerca de 1000 jovens ativos dentro da Igreja Católica. Eles, através de movimentos, buscam uma mudança social e, mais que isso, uma mudança interna. Andressa Silveira, 18 anos, já dedicou 4 destes ao catolicismo, através do Curso de Liderança Juvenil (CLJ) – um grupo de jovens cujo objetivo é formar lideranças baseadas em Jesus Cristo. Ela busca, em cada encontro, uma vivência diferente: “Os nossos encontros nos fazem pensar, sentir, se emocionar e muitas vezes se assemelham a algo a ponto de assumir essa condição como forma e visão e vida.” Ela destaca, também, a relação da espiritualidade com a religião: “Para mim é a partir da religião que eu encontro o sentido na minha vida”- encerra. Assim como Andressa, muitos jovens buscam, de alguma maneira, respostas para questões que no dia a dia não conseguem encontrar. É o caso de Bruna Weternick. Desde pequena participa do CLJ. Hoje, ela, mesmo depois de formada, junto a toda sua família, continua seguindo valores que aprendeu. “A espiritualidade é uma questão totalmente individual. Com o passar do tempo, ela só se faz presente se for munida de ação em favor dos demais”. O irmão Gabriel, que atualmente estuda no Uruguai também procura vir em todos os retiros do grupo “Hoje, vivendo uma nova fase, muito longe da minha cidade natal e um tanto sozinho, eu sinto como é essencial e desafiador vivenciar esse amor.” O fato de estar vivendo aspectos de outra cultura, segundo Gabriel, reafirma a importância de ter algo para acreditar: “Quando você se vê longe da família, longe dos amigos, longe da tua rotina cotidiana é que você sente como Cristo é importante e te dá forças. Espiritualidade é vivência diária, é exercício diário e tem de ser um exercício fiel consigo mesmo”.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.