Temporal causa estragos e deixa usuários sem luz

Fortes ventos e granizo no amanhecer de ontem provocaram queda de árvores sobre a rede de energia

Uma chuva de granizo que durou pouco mais de um minuto, às 6h25min de ontem, somada a ventos que atingiram a velocidade de 76 km por hora, foi suficiente para provocar estragos significativos principalmente na zona rural de Livramento. Segundo informou o coordenador operacional da Gerência Regional Centro-Oeste, Robert dos Santos, o mau tempo causou um impacto no fornecimento para 2.700 clientes da zona rural. Os pontos mais afetados foram na Estrada Robledo Braz e na BR-158(sentido Rosário).

A interrupção foi causada pela queda de árvores sobre a rede elétrica e também em razão de outras estruturas terem sido tombadas pelo vento. Técnicos da AES Sul trabalharam durante toda a manhã e parte da tarde para recuperar as redes ainda no domingo. A força tarefa contou inclusive com caminhões vindos de Quaraí e Alegrete. Ao total, cinco caminhões foram destacados para o trabalho, visando a conclusão dos serviços ainda ontem para que o fornecimento de energia seja normal a partir de hoje.

Na Fronteira Oeste, em Uruguaiana, os ventos chegaram a 107km/h. No Sul do Estado, Rio Grande teve rajadas de 100km/h e Canguçu de 89km/h. A mesma velocidade foi registrada em Santa Maria, no Centro do Estado, em Canguçu, no Sul, e em São Borja, na Fronteira Oeste. Na Campanha, Bagé registrou ventos de 87km/h e Dom Pedrito de 81km/h. No Sul, Jaguarão teve vendavais de 75 km/h, e na Fronteira Oeste, em Sant’Ana do Livramento, os ventos ultrapassaram 76km/h.

Apesar disso, as temperaturas permaneceram elevadas durante todo o domingo. Segundo a Estação Metereológica de Rivera, a temperatura mínima registrada ontem foi de 18.4°C às 8 horas, chegando a máxima a 26.8°C às 15 horas. Também a chuva entre o sábado e domingo não atingiu os milímetros estimados pelos metereologistas, uma vez que a previsão de chuvas se estendia até a próxima quarta-feira. Até às 7 horas de ontem, o volume pluviométrico registrado pela Estação Metereológica de Rivera foi de apenas 18.5 milímetros.

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.