No primeiro dia de funcionamento, Biblioteca Livre já foi reabastecida

População aproveitou e retirou quase todas as obras, em menos de 24 horas 

População que passou pela Biblioteca Livre na manhã de ontem verificou poucas obras à disposição

Tendo sido inaugurada nesta quarta-feira, a Biblioteca Livre Professor Müller é um Projeto Cultural, fruto da parceria entre a Livraria Marco Zero e a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer. Em poucas horas, quase todos os livros foram pegos pelas pessoas que circulavam pelo local. Na manhã de ontem (26), restavam apenas dois livros. Imediatamente, a equipe responsável pelo abastecimento da biblioteca foi ao local colocar novos livros à disposição da população.

Inicialmente, estão sendo anexados às obras, folhetos explicativos sobre o funcionamento da biblioteca. “No começo, terão esses panfletos e serão também anexados nos ônibus cartazes explicativos, para que as pessoas conheçam a biblioteca e se acostumem a utilizá-la”, explica a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Carmen Machado.

Em breve, serão também instaladas duas placas no local. “Um lembrete para a população e uma singela homenagem ao querido amigo Professor Darcy Lindolfo Müller”, lembra Artur Montanari, tendo em vista que uma placa é explicativa ao funcionamento da biblioteca e outra contém a biografia do professor, que deu nome à biblioteca.

Quem quiser colaborar com o projeto, doando livros para a Biblioteca Livre, basta encaminhar as doações para a Livraria Marco Zero, Rua Conde de Porto Alegre, 465. Quem não puder entregar, a equipe da Marco Zero pode buscar. Mais informações, pelo telefone 3241-5317.

“Contamos com o apoio de vocês, ajudem a Biblioteca a crescer, divulguem o projeto e compartilhem seus livros!”, finaliza Artur Montanari. 

Opinião dos transeuntes

“Tá muito bonita essa biblioteca. Vou levar um livro para minha filha, pois eu não leio muito”.

Geneci Martins Aguirre, 72 anos

“As pessoas precisam se conscientizar que a leitura é como a música, é um enlevo espiritual. Quem lê tem qualidade de vida”, Eloir Morel Freitas, 66 anos. “É uma iniciativa muito importante, dá ênfase para a cultura. A cultura é vida, conhecimento, é a renovação do ser humano, saindo da ignorância”, Florêncio Godoy Vale, 67 anos.

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.