Repórter na Escola tem mais um vencedor

Gabriel Vargas Cuña, 15 anos, aluno da escola Alceu Wamosy, é mais um classificado para concorrer a um notebook

Ao lado da professora Elvira Prestes (e), Gabriel Vargas (d) visitou a redação e explicou seu texto

Músico, engenheiro, especialista em alguma área relacionada à computação, enfim, sonhos de um adolescente de apenas 15 anos de idade, que podem se concretizar no oceano de oportunidades que ele ainda terá pela frente. Gabriel Vargas Cuña, vencedor de mais uma etapa do projeto Repórter na Escola, aluno do 2° ano do Ensino Médio da Escola Alceu Wamosy, assim como os demais vencedores, visitou ontem a redação do jornal A Plateia, acompanhado da professora, e incentivadora, Elvira Prestes Carvalho Alves, responsável pela disciplina de Língua Portuguesa.

Tímido, mas consciente do marasmo musical por que atravessam todas as regiões brasileiras, com exceção do fomento ao folclore, Gabriel diz que a grande motivação para a elaboração do seu texto, cujo tema foi exatamente música nas escolas, vem do que escuta, ou deixa de escutar, cada vez que liga o rádio. “Fiz um texto sobre a música tentando mostrar o quanto vem diminuindo a qualidade tanto nas letras, quanto nas melodias nos últimos anos. Estou preocupado com essa safra de músicos que o Brasil vem produzindo na atualidade. É preciso rever o que está acontecendo. Penso que se nas escolas tivéssemos aula de música, a qualidade seria bem melhor”, diz ele, com a consciência de quem tem anos de estrada musical, embora tenha apenas 15 anos de idade. Gabriel diz que ao ligar o rádio, as músicas não passam mensagens para as pessoas. “Sinceramente, o que me agrada são músicas produzidas há dez, vinte ou trinta anos atrás. Bandas como Legião Urbana, Barão Vermelho e até mesmo Raul Seixas conseguiam transmitir o seu recado”, disse ele, ao salientar que gosta de todos os gêneros, mas sua preferência é pelo rock nacional. Para a professora, Gabriel é um bom aluno. “A turma dele consegue trabalhar com todos os professores. São bons alunos e o Gabriel é muito dedicado. É um ótimo aluno e fiquei muito feliz ao saber que o texto dele havia sido selecionado para participar do projeto”, contou.

Futuro

Ao ser questionado sobre a carreira que quer seguir, a resposta surpreendeu pela maturidade e sinceridade. “Eu tenho apenas 15 anos e, para ser sincero, ainda não sei qual carreira seguir. Estou fazendo um curso de montagem e manutenção de computadores e penso em fazer Engenharia, mas ainda não sei muito bem”, disse ele, ao deixar claro que prefere aproveitar tudo o que a sua idade tem a oferecer.

Premiação

Desde ontem, já estão na redação de A Plateia, os prêmios que serão entregues ao aluno vencedor e à sua escola.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.