Em reunião com presidente do Cpers, Milan manifesta-se sobre Piso Nacional

O presidente do PV santanense, Claudio MIlan, esteve reunido com Andréia Ortiz, presidente do Cpers Sindicato

O presidente do Partido Verde (PV) de Sant’Ana do Livramento e coordenador da Metade Sul dos Verdes, Claudio Milan, está empenhado seriamente junto aos diretórios municipais do seu partido, bem como de outras agremiações partidárias e lideranças do município, convocando a sociedade riograndense para que unidos e comprometidos, exijam o imediato cumprimento da Lei do Piso Salarial Nacional aos professores e funcionários de escola, visto que, segundo ele, o governo estadual há mais de um ano de mandato, retarda e descumpre a Lei 11.739/2008, declarada constitucional unanimemente pelos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Milan destaca que “a desculpa de que o Estado não tem recursos para efetivar tal pagamento imediato deveria ter ficado expressa claramente no decorrer da campanha que elegeu Tarso Genro como governador e afirma que a Lei do Piso Salarial Nacional, considerada constitucional pelo STF, a qual contém a assinatura do atual governador, criada pelo mesmo, que na época era ministro da Educação do Governo Lula, hoje é ignorada inexplicavelmente, desvalorizando grande parte dos educadores e funcionários de escola, que depositam seu voto de confiança com expectativas de melhorias na educação pública, enfatizadas nas promessas desse governo. Por incompetência ou por desculpa, este governo não recorre à legislação que constitui o Piso, prevendo o auxílio do Governo Federal para os Estados que não conseguissem pagar integralmente o valor fixado por lei”.

Em reunião com a diretora estadual do Cpers Sindicato, Andréia Ortiz, Claudio Milan foi enfático ao dizer: “Como se não bastassem todos estes absurdos, o governo estadual pune de forma ditatorial os trabalhadores em educação, não respeitando o direito de greve”.

A proposta que o governo deve anunciar aos professores gaúchos, segundo o presidente do PV santanense, é que o valor do Piso Nacional de 2011, equivalente a R$ 1.187,97, seja efetivado em sete parcelas pagas até 2014.

Segundo Milan, o PV de Sant’Ana do Livramento prefere não acreditar nas declarações do secretário de Planejamento, João Mota, o qual, segundo ele, afirmou não ser certo que até 2014 o governo conseguirá quitar o valor a ser pago.

“Devemos mobilizar as comunidades escolares, assim como, os deputados que nos representam para que se empenhe nesta árdua luta, devolvendo aos profissionais da educação, dignidade e merecido destaque na formação de todos os cidadãos”, completou Claudio Milan.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.