- Jornal A Plateia - http://jornalaplateia.com/aplateia -

Moradora do Refúgio Público quer a chance de ter seu próprio lar

Posted By redacao On 4 de junho de 2014 @ 7:40 In Geral,Manchete-Destaque | No Comments

Vivendo em condições precárias, de casa em casa, ela ganhou um pedaço de terra e quer construir uma moradia para si e o filho

[1]

Carmem Custodio e seu filho Brainer em frente ao refúgio público

No Município várias pessoas estão sendo amparadas por benefícios federais como bolsa família ou minha casa, minha vida, mas nem todas ainda estão tendo esse acesso. Carmem Custódio de 45 anos e Brainer Custódio de 12 anos são algumas destas pessoas. Sem muita instrução, Carmem sempre trabalhou como faxineira e vendendo produtos na rua. Há muitos anos, quando sua mãe morreu, ela começou a depender de suas próprias forças e perambulou de casa em casa, morando em garagens úmidas, refúgios públicos, dependendo de pessoas que se solidarizavam com sua história, como Valéria Flores Ribeiro, amiga de 20 anos que colabora da melhor forma para deixar Carmem e seu filho bem, conseguindo alimentos e agasalhos, além de oferecer o espaço de sua casa para eles fazerem as refeições. Nos últimos meses ela está dormindo no Refúgio Público Altivo Esteves, situado na Avenida Cuaró.

[2]

Valeria Flores Ribeiro é uma das pessoas solidárias com
Carmem Custodio

A reportagem do Jornal A Plateia foi até o Refúgio Público no período da tarde. Lá estavam apenas desabrigados, deitados no lado de fora, esperando o local abrir. Segundo eles, o refúgio abre tarde e em dias de chuva eles esperam a céu aberto para adentrar no local. Carmem e seu filho são dessas pessoas.

Vendo a situação de Carmem, a moradora da Av. Marechal Mallet, Mara Alice Rodrigues de 46 anos, doou um terreno de fundos para Carmem e seu filho construírem uma casa. Para poder ter um lar, ela precisa de materiais de construção, o que amenizaria uma vida de sofrimento, pois pela primeira vez ela teria sua casa própria.

O que precisa?

Todos os tipos de madeira para construir uma casa
Bolsas de cimento para o piso
Telhas
Fiação
Encanamento

Contato:

Valéria Flores Ribeiro
Celular Uruguaio: 095854212
Residêncial Uruguaio: 462 3 7012 (para telefones brasileiros disca-se 382 no lugar do 462)

MINHA CASA, MINHA VIDA

Como fazer o cadastro?

Procure a Secretaria de Habitação portando os seguintes documentos:
Prova de estado civil
Solteiro: Certidão de nascimento
Casado: Certidão de casamento
Divorciado ou Separado: Certidão de casamento averbada
Identificação:
Carteira de Identidade
CPF
Carteira de Trabalho
Comprovante de residência atualizado
Declaração de imposto de renda atual
Último comprovante de pagamento de luz
Extrato dos 3 últimos meses de contas em outros bancos
Pagamento da tarifa

Observação – As parcelas são pagas conforme a renda comprovada e variam de R$ 25 a R$ 80. O Município hoje não tem local para famílias já cadastradas. Quem fizer este cadastro, também entrará nessa fila aguardando até receber um local adequado para a moradia.

Notícias Relacionadas


Article printed from Jornal A Plateia: http://jornalaplateia.com/aplateia

URL to article: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=128354

URLs in this post:

[1] Image: http://jornalaplateia.com/aplateia/wp-content/uploads/2014/06/pag9_-refugio-publico.jpg

[2] Image: http://jornalaplateia.com/aplateia/wp-content/uploads/2014/06/pag9_refugio-publico.jpg

[3] Família sofre com transtornos causados pela chuva: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=126532

[4] Fogo destrói casa na Vila 300: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=93964

[5] Raio-X da vida na periferia mostra retrato cruel da desigualdade social em Livramento: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=71094

[6] Moradia é atingida por incêndio pela segunda vez: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=59361

[7] Escavação em terreno de obra pode ter sido a causa do desabamento de casa no centro: http://jornalaplateia.com/aplateia/?p=30201

Copyright © 2011 Jornal A Plateia. All rights reserved.