3ª Conferência Estadual de Economia Solidária

Encontro trouxe a Livramento gestores, entidades de apoio e pessoas envolvidas na causa associativa e sustentável

Público compareceu em grande número

Livramento sediou nesta terça (06), a 3ª parte da luta por recursos e abertura de portas para que recursos sejam investidos de forma solidária e sustentável. Desde cedo, pessoas vindas de várias cidades como Alegrete, Rosário do Sul, Quaraí, Nova Esperança, Alegrete e São Borja, assim como representação uruguaia, e estudantes de economia também foram para captar conhecimento no meio cooperativista.

Delegados da Representação escolhidos, acompanharão a comitiva de gestores públicos e organizações de apoio.

A Senhora Nelza Fabian Nespolo, Diretora de Economia Solidária do Governo do Estado, abriu a reunião após o cadastramento e café da manhã para os representantes das cidades que chegavam. Após, o Senhor Frank Volcan fez uma dinâmica na qual eles se apresentaram, dizendo seu nome, sua cidade e que instituição representava. A comitiva de Alegrete foi bem apresentada com histórias de sua cidade, os feitos de seus conhecidos moradores e uma descontração à parte.

Foi feita a leitura das normas da conferência e o objetivo do encontro. Após, foram separados em grupos para discutir e ver quais pedidos seriam levados ao Governo Estadual. Com uma pausa para o almoço, eles seguiram com a leitura das propostas escolhidas, assim como a votação dos representantes da região no evento do Estado e do Nacional.

A conferência Nacional de Economia Solidária (CONAES) teve seu primeiro encontro em 2006, convocada em conjunto com o Ministério do Trabalho e Emprego, do Desenvolvimento Agrário e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Após foi seguida por centenas de conferências estaduais em todas as Unidades da Federação.

1.352 participantes na Etapa Nacional

16.976 participantes nas etapas preparatórias

27 conferências estaduais

159 conferências territoriais

Materiais entregues aos participantes

O 2º Encontro abordou o tema “Pelo direito de Produzir e Viver em Cooperação de Maneira Sustentável”. Agora está em preparação a 3° Edição do evento,cujo tema será “Construindo um plano Nacional de Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e Sustentável”. O objetivo é realizar balanço sobre os avanços, limites e desafios da economia solidária; elaborar planos municipais, estaduais e nacionais com estratégias, programas e projetos de economia solidária.

Após este encontro, está programado para uma data no fim do mês, o Encontro Estadual,mas só estão na dependência da confirmação do local. Já em nível nacional, está acertado que acontecerá em Brasília nos dias 26 e 29 de novembro. Até lá eles pretendem buscar e amadurecerem as ideias. Ao final da sessão está o nome dos eleitos que representarão a região na Conferência Estadual de Economia Solidária.

Metodologia da Conferência regional

1° momento – Credenciamento prévio
2º momento – Abertura da conferência, boas-vindas, saudações e apresentação dos participantes.
3º momento – Leitura e aprovação do regimento interno da conferência territorial
4º momento – Apresentação do Texto de Referência da lll Conferência Nacional de Economia Solidária.
5º momento – Grupos Temáticos para a construção das proposições. Os participantes da Conferência deverão ser organizados em quatro grupos de trabalhos para debater as seguintes perguntas que ajudam a orientar a construção de um plano territorial de economia solidária.

Representantes das Organizações de Apoio 

João Carlos Coelho Jr.
Ângela Gomes dos Santos Costa
Débora Sinara Pires
Maria Rejane Silva de Oliveira
Ana Lucia Gonçalves Duarte Martins

Representantes dos Gestores Públicos

Vera Lucia dos Santos Cunha
Jeferson da Rosa
Cristiane Machado Maronese
Diva Leal
Arildo Gonçalves de Oliveira

Nelza, Diretora- Finalizou dizendo que a força está nas mãos destes representantes. “Vão continuar a construção do plano e do que foi discutido na Conferência como a proposta de política pública, lei da economia, fundo e conselho da economia solidária”.

 

 

 

 

Mauro Antônio Cambraia, representante de Quaraí foi um dos escolhidos para ser Delegado na representação: “ Importante porque faz parte da cooperativa participar e buscar recursos para as cidades”.

 

 

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.