Marcos Costa embarca para o sonho

A viagem, que iniciou na noite de ontem, só deve terminar na tarde de terça-feira, quando o atleta desembarca em Jerusalém, local da prova de sexta-feira, dia 21 de março

Com a Bandeira brasileira na mão, Marcos viajou ontem para Porto Alegre, e hoje embarca para São Paulo, com destino a Roma e, depois, Israel

O sonho começou a se tornar real. Às 23h de ontem, quando embarcou no ônibus, na rodoviária de Livramento, o atleta Marcos Costa deu início à viagem que o levará à primeira prova internacional da carreira. Personagem de uma campanha que movimentou a Fronteira na última semana, o fundista iniciou uma jornada que prevê uma viagem de 13 horas – 10.526 quilômetros – até Jerusalém, local da Maratona Internacional da cidade e uma das mais importantes do calendário mundial, no dia 21 de março, próxima sexta-feira.
Ele chega a Porto Alegre às 6h hoje, e às 11h, embarca em um avião para São Paulo, com previsão de chegada para as 12h40. No meio da tarde, às 16h30, Marcos deixa o País com destino a Roma, onde faz a segunda escala da viagem. Deve chegar às 7h de terça-feira. Às 11h, ele entra novamente no avião, no aeroporto de Roma, voando direto para Jerusalém, onde deve pousar às 15h de terça-feira (horário local). O atleta pretende fazer, no mínimo, dois treinos no percurso destinado para a prova, tentando se ambientar o mais rápido possível ao terreno e, principalmente, ao fuso horário, que é de três horas em relação ao Brasil. “Viajo confiante de que vai dar tudo certo”, declarou.

MENSAGEM

“Está chegando a hora de realizar este grande sonho. Quem acompanhou minha campanha no Facebook e pela rádio RCC FM e jornal A Plateia sabe o quanto foi difícil, mas valoroso. Muitas vezes, pensei em desistir, mas em cada treino com chuva, tormenta, calor, eu me lembrava que não deveria desistir deste projeto, que sem dúvida vai mudar a minha vida, o meu trajeto. Aliás, já está mudando. Consegui, graças a Jesus, mobilizar uma cidade e gente do exterior, pessoas da Capital Federal. Tive ajuda de todo o tipo de pessoas, de raças, religiões e razão social. Pessoas ricas, pobres, anônimos. Tive apoio de grandes empresas e também microempresários. Me sinto abençoado por Deus em poder, através do meu esporte, conhecer e correr no local de onde vem nosso maior exemplo de persistência, que foi Jesus Cristo, que mesmo não querendo encarar aquela cruz, foi até o fim. Hoje, nós somos servos dele. Muitas vezes, fiquei triste por algum fato que aconteceu durante estes quatro meses de preparação. Pessoas fechando a porta e dizendo que não seria possível eu chegar até lá. Mas agradeço a estas pessoas que de alguma forma contribuíram para hoje eu estar realizando este sonho, que há um ano platei em meu coração. Espero retribuir a cada gesto de pessoas que me ajudaram – estou fazendo isto pela minha família e por estas pessoas. Sem dúvida, hoje me sinto uma pessoa muito abençoada. Um dia, me perguntaram se tinha certeza do que estava sonhando. Respondi que a águia não nasce voando, mas ela sabe que um dia ela vai voar. Eu não nasci com meus sonhos realizados, mas sei que um dia vou realizá-los. Atendendo a meu amigo Danúbio Barcelos, vou colocar na minha camiseta uma mensagem de paz: 

“Sou da Fronteira da Paz e estou aqui para trazer paz através do meu esporte”. 

“ I’m the border of peace, and I am here to bring peace to alert my sport”.

PERCURSO DA MEIA MARATONA

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.