Nogueira informa números parciais do primeiro ano desta legislatura

Jansen Nogueira, primeiro secretário do Legislativo santanense

Primeiro secretário ressalta números das tramitações realizadas até o dia 4 de dezembro, sob a gestão da atual mesa diretora do parlamento santanense

O vereador Jansen Nogueira (PT), 1o secretário da mesa diretora da Câmara realizou, ontem, durante a sessão ordinária, uma prestação de contas parcial das tramitações realizadas em âmbito de Legislativo ao longo de 2013.

“Trata-se de uma prestação de contas, que realizamos, como primeiro secretário, apesar da quase nenhuma experiência da nossa Secretaria, o quanto foi desenvolvido na atual gestão” – referiu, destacando que os números registrados terão o acréscimo do período entre o dia 4 até o 31 de dezembro.

O levantamento, realizado no período, pelo gabinete do vereador Nogueira, aponta como tramitados: 25 ante projetos, 252 projetos de lei, 776 pedidos de providências, 79 pedidos de informações, 47 projetos de resolução (encaminhados pela mesa diretora), 120 atas confeccionadas, 73 pedidos de dispensa de sessão, 143 requerimentos; 71 votos de congratulações (aplausos), 28 votos/moções (protesto), 13 outros requerimentos diversos, 120 sessões ordinárias, 10 sessões solenes e 16 audiências públicas, além de projetos de efetividade – como o Vereador por Um Dia, aliás, na ótica do legislador, o que pode ser considerado como o mais importante de expansão.

“Para mim, o Vereador Por Um Dia foi o melhor projeto desenvolvido pelo Legislativo santanense” – destaca Nogueira.

“Entre todas as relevâncias das matérias, recebi, no meu Facebook um pedido do meu vereador mirim, que deseja aprender mais sobre a Câmara” – ressalta, destacando que não medirá esforços nesse sentido, para proporcionar as condições para que o garoto possa acompanhar as sessões e os expedientes desenvolvidos no ambiente legislativo.

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.