Magistrada vai aguardar prazo expirar para falar sobre o tema

Juíza Carmen Lúcia Santos da Fontoura

A juíza Carmen Lúcia Santos da Fontoura confirmou, ontem, que está aguardando o término do prazo pedido pelo Executivo para analisar a questão e se pronunciar a respeito. A magistrada entende que há boa vontade do prefeito Glauber Lima no que tange a prover solução para a questão da praça General Flores da Cunha (processo que tramita na 1ª Vara Cível). “Ao término do prazo, vamos abordar a questão. Estamos analisando outras medidas legais” – disse a magistrada.

Por estar temporariamente respondendo pela 2ª Vara Cível – em função das férias de sua colega Annie Kier Herynkopf, titular – a juíza Carmen Lúcia Santos da Fontoura pôde prestar informações sobre a questão da imissão na posse, que vem sendo referida pela municipalidade. Carmen Lúcia Santos da Fontoura esclareceu que a juíza Annie Herynkopf já havia determinado a imissão, mediante depósito das custas em julho ou agosto, procedimento que foi feito somente alguns meses depois, quando o Executivo efetivamente fez o depósito. Após, houve um agravo por parte da sucessão de Paulo Jobim de Moraes, gerando circunstâncias que demandaram em mais tempo transcorrido.

Hoje, a situação é a seguinte: o mandado está em vias de cumprimento, com a oficiala de Justiça já tendo feito contato com o Executivo para que receba a imissão na posse. O agendamento deverá registrar, nas próximas horas, a concretização desse procedimento judicial com o prefeito Glauber Lima recebendo o documento.

 

Notícias Relacionadas

Os comentários são moderados. Para serem aceitos o cadastro do usuário deve estar completo. Não serão publicados textos ofensivos. A empresa jornalística não se responsabiliza pelas manifestações dos internautas.

Deixe uma resposta

Você deve estar Logando para postar um comentário.